FANDOM


Super Mario Land (スーパーマリオランド) é um jogo desenvolvido pela Nintendo para a plataforma Game Boy. Foi lançado no Japão no dia 21 de abril de 1989. Nos Estados Unidos em agosto de 1989, e na Europa no dia 28 de setembro de 1990. Super Mario Land foi a primeira aparição do Mario no Game Boy. O Jogo Ajudou a incentivar a venda do console Game Boy, e vendeu mais de 18 milhões de cópias. O que o tornou o terceiro jogo da série Super Mario mais vendido de todos os tempos, sendo passado somente pelo Super Mario Bros com 40 milhões de cópias vendidas e Super Mario World com 20 milhões de cópias vendidas. A Continuaçao Super Mario Land 2: 6 Golden Coins é um jogo eletrônico.

É a continuação de Super Mario Land. Foi lançado para Game Boy. É o primeiro jogo onde aparece o anti-herói Wario que em Super Mario Land 3:Wario Land teve 5 ediçoes.

Wario Land Editar

Virtual Boy Wario Land (バーチャルボーイワリオランド アワゾンの秘宝, Bācharu Bōi Wario Rando Awazon no Hihō?, lit. Virtual Boy Wario Land: Tesouro Secreto dos Awazon) é um jogo de plataforma que foi lançado pela Nintendo para o console portátil Virtual Boy, em 1995.[1] Sua história é centrada em Wario, quando ele acorda de uma soneca na selva e avista um grupo de monstros mascarados. Ele segue o grupo até uma caverna por trás de uma queda d'água e descobre um grande tesouro. Quando Wario tenta levar o tesouro, uma armadilha é ativada e ele é jogado num labirinto subterrâneo gigante. O objetivo do jogador é ajudar Wario a escapar, enquanto que coleta o quanto de tesouros o possível. VB Wario Land é considerado um dos melhores jogos já lançados para o Virtual Boy.

O jogo foi originalmente intitulado "Wario Cruise", e tal nome apareceu na caixa do Virtual Boy e na revista Nintendo Power.[2] O título foi modificado logo após o seu lançamento.Wario Land: The Shake Dimension, (Wario Land: Shake It! na América e Wario Land: Shake (ワリオランド シェイク Wario Rando Sheiku?) no Japão) é um jogo de vídeo game exclusivo do Wii.O jogo é o sexto da série Wario Land.

Wario Land: The Shake Dimension segue o estilo gráfico dos jogos do Game Boy, Game Boy Color, Virtual Boy, e Game Boy Advance. o jogador segura o Wii Remote na lateral e faz movimentos para atacar inimigos e fazer movimentos especiais, incluindo pegar itens e mexer para transforma-los em moedas. O jogo foi desenvolvido pela empresa japonesa Good-Feel, Co Ltd.

Índice [mostrar] 1 Jogabilidade 2 Personagens 3 Recepção 4 Ligações Externas


Jogabilidae Editar

A jogabilidade é muito similar a de Wario Land 4. O jogo é dividido em cinco continentes, cada um com seis fases (4 normais e 2 escondidas) e um desafio. É o dever de Wario completar os estágios e destruir os inimigos no final de cada continente. A maioria dos estágios possuem passagens secretas que possuem tesouros escondidos e sub-missões, como conseguir o maior número possível de moedas. A tarefa principal de Wario é a de libertar Merfle, um pequeno personagem o qual é sequestrado em cada estágio.

Historia Editar

Wario - O personagem principal, enviado para libertar Yuretopia, em troca de fama e fortuna se caso derrotar o Rei Shake. Rei Shake - O maior inimigo no jogo. Captain Maple Syrup - Personagem vilão e de suporte, o qual desbloqueia mapas secretos entre outros intens. Merfle - Um servo da rainha que ajuda Wario em seu progresso pelas fases. Rainha Merelda - A rainha de Yuretopia, ela envia Wario para salvar seu reino.

Recepeçao Editar

O jogo recebeu nota 8.4 de 10 no IGN e 31 de 40 na Famitsu. A Nintendo Power deu 8.0. A X-Play de 4 de 5, mais citando o constante uso do Wii Remote para mexer de tedioso e repetitivo. A GameSpot deu 7.5 de 10. Wario Land 4 (conhecido como Wario Land Advance no Japão) é um jogo eletrônico lançado para o Game Boy Advance em 2001. Nesse jogo, Wario tem que recolher quatro tesouros para destrancar uma pirâmide e salvar a princesa Shokora do Golden Diva.


O Jogo Editar

Enquanto Mario está se exercitando para ficar em forma para Mario Sunshine no GameCube, Wario ganhou mais uma chance para exibir seu físico em uma nova aventura para GameBoy Advance. E apesar uma série mudança na fórmula de série, o jogo está mais divertido do que nunca.

A série Warioland do GameBoy se consagrou pela imortalidade de seu protagonista. Wario não podia ser morto, e contava com uma cotovelada capaz de destruir e empurrar diversos obstáculos. Ele viajava por inúmeros níveis em busca de tesouros escondidos, sendo forçado a explorar cuidadosamente cada fase. Mas muito mudou agora...

Gente, acabou a mamata! Wario ganhou uma barra de energia, e precisa economizar seus corações para vencer as fases do jogo. Ele ainda pode ser espremido, transformado em zumbi, inchar e flutuar... mas certos inimigos podem derrubar o herói, forçando-o a reiniciar a fase. Para complementar esse novo design, o jogo também implementou um botão que abre a porta da fase (que se fecha depois da entrada do herói). Se ele não voltar no tempo determinado, pode perder todo o dinheiro coletado.

O objetivo do jogo é encontrar quatro jóias em cada fase, e um fantasma-chave. O primeiro abre a porta do chefe, e o segundo libera a próxima fase. Dividido em quatro mundos independentes, Warioland 4 continua brilhando no que se refere ao design das fases. Elas são divertidas, criativas, mas não economizam segredos traiçoeiros para quem gostar de zerar jogos difíceis.

Além de apostar na personalidade de Wario (o manual é hilário!), o game traz alguns dos gráficos e sons mais bonitos já vistos no GameBoy Advance, esbanjando efeitos especiais gratuitos. Mas apesar de tudo isso, o jogo acaba se destacando por exibir um capricho raro - especialmente nesses dias onde todos parecem pensar apenas nos efeitos 3D.

Encontrar todos os segredos de Warioland 4 não é fácil. Cada fase esconde um CD, que pode ser usado para ouvir as músicas do jogo em uma sala de áudio especial. Esses são os itens mais escondidos, e só os fãs da série conseguirão encontrar todos. Isso pode ser frustrante para o pessoal mais jovem, mas quem disse que você precisa encontrar sequer um disco para acabar o jogo?

No fim das contas Warioland 4 se destaca não como um clone dos Marios 2D de outrora, mas como um tipo de jogo separado, mas igualmente satisfatório, que apresenta um grau de acabamento impecável.